• Karen Pauli Cotta

INTERCESSÃO: a ira de Deus e o nosso amor.


Eu não sou especialista quando o assunto é intercessão, admito que ainda estou engatinhando nesse assunto. Mas, Deus é misericordioso e tem respondido pouco a pouco esse meu pedido de entendimento. Tenho vivido novas experiências e tido tempo para assimilá-las. Comigo é assim: muito do que aprendo, aprendo estudando. Mas, quando eu tenho dificuldade em entender alguma coisa, Deus me permite viver a situação e junto com ela vem o aprendizado. Eu acho lindo esse cuidado de Deus quando nos ensina, respeitando nosso tempo e nosso jeito de ser. ❤


Então, o que eu quero compartilhar com vocês hoje é o entendimento que Deus me deu nessa manhã durante meu devocional, ok? 🙂


Lá estava eu, lendo Números. Eu acho esse um dos livros mais complexos da bíblia, por sinal. Lá pelo capítulo 16 eu já tinha perdido as contas de quantas vezes o povo fez coisas que deixaram Deus furioso, e igualmente, quantas vezes Moisés intercedeu pelo povo, pedindo que o Senhor não derramasse Sua ira sobre eles e os perdoasse.


As últimas situações que li me deixaram pensativa. A rebelião de Corá. Datã e Abirão (16:1-41) e a revolta do povo contra Moisés e Arão (16:42-50). São duas situações que levantaram a ira do Senhor.


Nesse momento eu orei dizendo: “Deus, eu não consigo te ver assim, um Deus irado. Eu sei que o Senhor se ira, porque a sua bíblia diz isso, mas eu só consigo te ver como um Deus de amor e misericórdia…“.


Imediatamente, uma série de pensamentos começou a cruzar a minha mente. Deus me mostrou que essa incapacidade de acreditar que Deus se irava, gerava em mim o pensamento de que eu não precisava orar tanto assim pelos outros. Era quase um conformismo. Era como se, por não entender a consequência, eu não entendesse a necessidade de orar pelos outros.


Então Deus me lembrou que o momento no qual ele vai derramar a sua ira nessa terra vai chegar. E vai ser horrível. Aqueles que não forem salvos sofrerão. MUITO. Quando Jesus voltar, vai ser uma alegria sem fim para nós, e sofrimento sem fim para eles.


Eu não estou falando isso pra assustar vocês, juro que não. Mas eu nunca tinha entendido de verdade o que significava o inferno. A sensação que eu tive quando entendi, era de que a ira do Senhor se derramaria sobre aquelas pessoas sem nenhum “filtro”. Sem ser amenizada. E eternamente!


Tudo isso cruzou a minha mente enquanto eu lia esses textos que mencionei anteriormente (Números 16). E eu vi Moisés e Arão intercedendo pelo povo que não entendia a profundidade, a seriedade das suas ações. Eles pediam para que Deus não derramasse a sua ira. Ou, que não o fizesse completamente. 


Isso gerou em mim, uma sede de entendimento sobre intercessão! Eu comecei a pesquisar e pesquisar e pesquisar. (Recomendo esse link AQUI). Até que eu finalmente entendi, que uma parte da função do intercessor é exatamente essa: pedir, suplicar, chorar em oração pela alma daqueles que não entendem o que estão fazendo. Daqueles que não sabem as consequências das suas ações!


E Deus olha para o intercessor e aceita a sua oração, porque interceder é um ato de amor!


Assim como Moisés orou pelo povo, assim como Jesus orou por nós, nós devemos orar por aqueles que não entendem, aqueles que ainda não conhecem! Devemos orar sem cessar para que o Espírito Santo os convença do pecado e traga arrependimento para os seus corações, para que eles sejam salvos. 


Eu tenho certeza de que são as nossas orações que impedem que a ira de Deus recaia sobre muitas pessoas. Assim como aconteceu com Moisés e o povo no deserto, nós não podemos desistir de orar pelos nossos. 



Quando, porém, a comunidade se ajuntou contra Moisés e contra Arão, e eles se voltaram para a Tenda do Encontro, repentinamente a nuvem a cobriu e a glória do Senhor apareceu. Então Moisés e Arão foram para a frente da Tenda do Encontro, e o Senhor disse a Moisés: “Saia do meio dessa comunidade para que eu acabe com eles imediatamente”. Mas eles se prostraram, rosto em terra; e Moisés disse a Arão: “Pegue o seu incensário e ponha incenso nele, com fogo tirado do altar, e vá depressa até a comunidade para fazer propiciação por eles, porque saiu grande ira da parte do Senhor e a praga começou”. Arão fez o que Moisés ordenou e correu para o meio da assembléia. A praga já havia começado entre o povo, mas Arão ofereceu o incenso e fez propiciação por eles. Arão se pôs entre os mortos e os vivos, e a praga cessou.Foram catorze mil e setecentos os que morreram daquela praga, além dos que haviam morrido por causa de Corá. Então Arão voltou a Moisés, à entrada da Tenda do Encontro, pois a praga já havia cessado.

Números 16:42-50


Fica aí a reflexão para todas nós. Existe alguém que você ama e que ainda não foi salvo? Então, comece a interceder por essa pessoa. Que Deus possa saciar todas as suas dúvidas e ensiná-las a respeito de tudo aquilo que não entendem! Em nome de Jesus, amém! 

  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest

©2020 por Manual da Garota Cristã